quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Recordando para nunca esquecer...


Que a força e a garra com que a minha filha agarra a vida todos os dias fizeram dela uma vencedora desde o primeiro minuto. É esta força que eu vejo na titi e que me dá esperança, muita esperança.

2 comentários:

  1. a força há-de ser genética.
    e se assim for correrá tudo MUITO BEM e como tiver que ser!

    ResponderEliminar